terça-feira, 23 de julho de 2013

À ATRIZ EUGÊNIA CÂMARA

castro Há 147 anos, o poeta Castro Alves declamava no Teatro de Santa Isabel, para sua amada Eugenia Câmara, um dia após ela ter levado uma vaia:


Hoje estamos unidos a adorar-te
Tu és a nossa glória, a nossa fé,
Gravitar para ti é levantar-se,
Cair-te às plantas é ficar de pé!…

Ontem a infâmia te cobria de lama
Mas pra insultar-te se cobriu de pó! …
Miseráveis que ferem a fraqueza
De uma pobre mulher inerme, só!

Tu és tão grande como é grande o gênio
És tão brilhante como a própria luz,
Dentre os infames do calvário d’arte,
Tu foste o Cristo, foi o palco a cruz! …

Mas estamos unidos a adorar-te!
Tu és a nossa glória, a nossa fé!
Gravitar para ti é levantar-se,
Cair-te às plantas é ficar de pé!  

Ainda uma vez tu brilhas sobre o palco,
Ainda uma vez eu venho te saudar…
Também o povo vem rolando aplausos
Às tuas plantas mil troféus lançar…

Após a noite, que passou sombria,
A estrela-d’alva pelo céu rasgou…
Errante estrela, se lutaste um dia,
Vê como o povo o teu sofrer pagou…

Lutar!… que importa, se afinal venceste?
Chorar!… que importa, se afinal sorris?
A tempestade se não rompe a estátua
Lava-lhe os pés e a triunfal cerviz.

Ouves o aplauso deste povo imenso,
Lava, que irrompe do pop’lar vulcão?
É o bronze rubro, que ao fundir dos bustos
Referve ardente do porvir na mão.

O povo… o povo… é um juiz severo,
Maldiz as trevas, abençoa a luz…
Sentiu teu gênio e rebramiu soberbo:
- P’ra ti altares, não do poste a cruz.

Que queres? Ouve! – são mil palmas férvidas,
Olha! – é o delírio, que prorrompe audaz.
Pisa! – são flores, que tu tens às plantas,
Toca no fronte – coroada estás.

Descansa, pois, como o condor nos Andes,
Pairando altivo sobre terra e mar,
Pousa nas nuvens p’ra arrogante em breve
Distante… longe… mais além voar.

 Recife, 1866.

Papa chega ao Brasil… Papa sai...

Papa no Brasil

Seja Bem Vindo Papa Francisco


  

Papa Francisco chega ao Brasil

Papa Francisco chegando ao Brasil

terça-feira, 9 de julho de 2013

TU VAI DE TÁXI É, OTÁRIO? EU VOU É DE JATINHO, VISSE?

sinovaldo 

Ô Brasil, terra adorada
por político ladrão…
ô terrinha abençoada,
para quem ganha u’a eleição
voando de cabo a rabo
nas asas do mensalão

Helicóptero e jatinho
se tornaram a solução
pra político mesquinho
viajar sem precisão
e o povo “toma na jaca”
sem encontrar solução

É Lula, Cabral e Dilma
Henriquinho, Renan Calheiros
o país entrou no clima
pra torrar nosso dinheiro
e o que sobra vai pro cofre
pra corromper mensaleiro

O povo foi para a rua
protestou, saiu, berrou
e a cambada só “na sua”
não ligou nem desligou
muito mais “cara de pau”
essa quadrilha ficou

Só resta pra nossa gente
no dia da eleição
pegar a turma indecente
e vingar-se sem perdão
acabar sua mordomia
tirar-lhes desse “vidão”

     Vão ter que pagar imposto
      vão ter que andar de busão
   e com o suor do rosto
    vão penar pelo seu pão
    e finalmente aprender
    como sofre esse povã!

Reforma Política…

Reforma política

Brasil monta grupo de trabalho para investigar espionagem dos EUA

007 e Arapongas Dilma e a espionagem de Obama

“Inauguração” de médico importado

Inauguração de Médico


segunda-feira, 1 de julho de 2013

O POBRE NA FILOSOFIA POPULAR

- Pobre com bagagem perde o trem.
– Arquivo de pobre é um prego na parede.
– Pobre é como pneu: quanto mais trabalha mais fica liso.
– Cinema de pobre é janela de trem.
– Rico sai de casa e pega o carro; pobre sai de casa e o carro pega.
– Se cabelo fosse dinheiro pobre nascia careca.
– Pobre só engole frango quando joga de goleiro.
– Pobre é como punho de rede: só anda com a corda no pescoço.
– Pobre, mas não da graça de Deus.
– Ladrão que entra na casa de pobre só leva susto.
– No dia em que chover comida o pobre nasce sem boca.
– Quando o rico geme o pobre é quem sente a dor.
– Pobre só sai do aperto quando desce do ônibus.
– Pobre quando mete a mão no bo lso só tira os cinco dedos.
– O despertador do pobre é o galo do vizinho.
– Dinheiro de pobre é como sabão: quando ele pega, escorrega.
– Pobre só vai pra frente quando leva uma topada.
– Champanha de pobre é Sonrisal.
– O pão do pobre só cai com a manteiga para baixo.
– O pobre é como limão: nasceu para ser espremido.
– Rico em casa de pobre é a desgraça da galinha.

Já tão esculhambando!!!

protesto em Sobral...

Cassete no lombo da Espanha!!!

dum2

Pesquisas podem retirar Dilma do páreo e garantir candidatura de Lula em 2014 (Sai um bandido e volta outro)

Dilma e Lula e as Manifestações